Evento debate ações de segurança nos pontos turísticos
1 de junho de 2015
Furacão arrasador
2 de junho de 2015
Exibir tudo

Umbu adoça a boca de sergipanos e turistas

Umbu é considerado por muitos como a uva do sertão

Uma frutinha de sabor agridoce tem feito a alegria dos sergipanos e turistas que visitam os mercados e feiras livres de Sergipe: é o umbu que pode ser chupado quando maduro ou comido quando “de vez”. Também é muito apreciado em forma de refrescos, sucos, sorvete, misturado a bebida (em batidas) ou misturado ao leite (em umbuzadas). Há quem considere o umbu a uva do sertão. Um litro do fruto pode ser comprado por preço que varia entre R$ 4 a R$ 6.

Industrializado o fruto do umbuzeiro apresenta-se sob forma de sucos engarrafados, doces, geléias, vinho, vinagre, acetona, concentrado para sorvete, polpa para sucos, ameixa (fruto seco ao sol). O fruto fresco ainda é forragem para animais. O umbu é considerado produto vegetal de extração (não cultivado), coletado em árvores que crescem espontaneamente na região semi-árida.

O umbuzeiro é uma árvore de pequeno porte em torno de seis metros de altura, de tronco curto, esparramada, copa em forma de guarda-chuva com diâmetro de 10 a 15 metros, projetando sombra densa sobre o solo, vida longa (100 anos), é planta xerófila. Suas raízes superficiais exploram um metro de profundidade, possuem um órgão (estrutura) – túbera ou batata – conhecida como xilopódio que é constituído de tecido lacunoso que armazena água, mucilagem, glicose, tanino, amido, ácidos, entre outras.

O caule, com casca cor cinza, tem ramos novos lisos e ramos velhos com ritidomas (casca externa morta que se destaca); as folhas são verdes, alternas, compostas, imparipenadas, as flores são brancas, perfumadas, melíficas, agrupadas em panícula de 10-15 centímetros de comprimento.

O fruto – umbu ou imbu – é uma drupa, com diâmetro médio 3 centímetros, peso entre 10-20 gramas, forma arredondada a ovalada, é constituído por casca (22%), polpa (68%) e caroço (10%). Sua polpa é quase aquosa quando madura. Semente arredondada a ovalada, peso de 1 a 2 gramas e 1,2 a 2,4 centímetros de diâmetro, quando despolpada. O fruto é muito perecível.

O umbuzeiro cresce em estado nativo, nas caatingas elevadas de ar seco, de dias ensolarados, e noites frescas. Requer clima quente, temperatura entre 12ºC e 38ºC, umidade relativa do ar entre 30% e 90%, insolação com 2.000-3.000 horas/luz/ano e 400mm a 800mm de chuva (entre novembro e fevereiro), podendo viver em locais com chuvas de 1.600 mm/ano. Vegeta bem em solos não úmidos, profundos, bem drenados, que podem ser arenosos e silico-argilosos. Evitar plantio em solos que estejam sujeitos ao encharcamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *