O exemplo da UFS
22 de março de 2020
Vacinação contra gripe começa hoje
23 de março de 2020
Exibir tudo

Prefeituráveis de Aracaju falam sobre ideia de adiar eleições

Almeida Lima adverte que adiar eleição não é prorrogar mandatos

A sugestão feita, neste domingo (22), pelo ministro da Saúde, Henrique Mandeta, de adiar as eleições deste ano por causa do coronavírus está dividindo opiniões. Ex-pré-candidato a prefeito de Aracaju, deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC), é “totalmente contra”. E ele acrescenta que agora se posiciona com mais tranquilidade, “porque me proibiram de ser candidato”.

Carvalho diz respeitar integralmente a posição da Justiça Eleitoral, que rejeitou seu pleito de deixar o partido sem perder o mandato parlamentar: “Quando falo em proibição, refiro-me exclusivamente às forças políticas que levaram o PSC para os braços do atual prefeito”.

Gilmar é totalmente contra o adiamento do pleito

Respeito à Constituição

O pré-candidato a prefeito de Aracaju, Almeida Lima (PRTB), pensa diferente de Gilmar: “Adiar a eleição, sim, mas desde que fosse num grande acordo nacional, que conciliasse as normas constitucionais”. Ressalte-se que o ministro não entrou em detalhes sobre o adiamento sugerido.

 Almeida Lima faz questão de ressaltar que “adiar a eleição é uma coisa, prorrogar mandatos é outra”. O prefeiturável lembra que o parágrafo único do artigo 1º da Constituição Federal é claro: Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. “Ora, como todo poder emana do povo, não pode ser prorrogado. Prorrogar é conceder mandato a mais, conceder poder, e só quem pode fazer isso é o povo”, reforça.

Única saída

Rodrigo Valadares diz que não enxerga outra saída

Também pré-candidato a prefeito da capital, o deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) concorda com a sugestão do ministro da saúde. Segundo o petebista, esta vai terminar sendo a única saída, diante dessa grave crise provocada no país pelo coronavírus. O prefeiturável afirma ser preciso levar em consideração que o pico da pandemia ainda não ocorreu: “Diante deste quadro, as eleições se tornam absolutamente secundárias”, afirma.

O prefeiturável também João Tanrantela torce que a pandemia do coronavírus cesse dentro de 60 a 90 dias. “Neste momento, todos devem pensar em como resolver esse grave problemas que afeta Sergipe, o Brasil e o mundo. Essa questão de adiar ou não as eleições, é apenas um detalhe. Pessoalmente, espero que não ocorra o adiamento sugerido pelo ministro da Saúde, mas se tiver de ser, que seja”, concluiu.

O site consultou a assessoria do PT em Sergipe e o presidente do partido em Aracaju, Jefferson Lima, porém até o fechamento desta matéria não havia recebido uma posição sobre a sugestão feita por Henrique Mandeta. O ministro sugeriu o adiamento do pleito deste ano, durante a vídeo conferência que teve com os prefeitos das capitais.

Fotos: Portal Infonet

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *