Domingo tem a Festa das Caretas em Ribeirópolis
14 de fevereiro de 2020
Adriano tinha relação com a milícia que age em Sergipe?
14 de fevereiro de 2020
Exibir tudo

Justiça Eleitoral proíbe Gilmar trocar de partido

Gilmar vai continuar no PSC para não perder o mandato de deputado

O Tribunal Regional Eleitoral negou, nesta sexta-feira (14), o pedido feito pelo deputado estadual Gilmar Carvalho para deixar o PSC sem o risco de perder o mandato. O parlamentar queria mudar de domicílio eleitoral visando disputar a Prefeitura de Aracaju. Há muito tempo, Gilmar se queixa de falta de apoio do PSC ao seu projeto, porém a direção da legenda alega que o foco é eleger uma boa bancada para a Câmara de Vereadores da capital. No entendimento dos magistrados, a saída da sigla proposta por Gilmar caracterizaria infidelidade partidária, pois não houve por parte da sigla a alegada “grave discriminação política pessoal”.

Desde que moveu a ação para sair do partido, Gilmar se queixava que o presidente do PSC de Aracaju, Clóvis Silveira, trabalhou o tempo todo para inviabilizar a sua pré-candidatura a prefeito. O dirigente partidário se defende afirmando que o parlamentar queria trocar de legenda porque o PSC não tem recursos para custear a campanha dele. Mesmo dizendo não ter nada contra Gilmar, Silveira lembrou que o deputado já trocou mais de partido do que de camisa.

Tarifa zero

Com a decisão unânime dos magistrados do TRE, Gilmar informou que permanecerá no PSC e continuará exercendo o mandato parlamentar. Quanto à eleição para a Prefeitura da capital, Carvalho disse apenas que trabalhará para quem, como ele, gosta de Aracaju. Uma das propostas que o ex-prefeiturável vinha fazendo era, se eleito, zerar o preço da passagem de ônibus da Grande Aracaju. Ele não tinha ainda revelado como seria possível colocar em prática promessa tão arrojada.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *