Umbandistas discutem intolerância religiosa
17 de outubro de 2015
Justiça proíbe exigência da CNH para pilotar ‘cinquentinhas’
18 de outubro de 2015
Exibir tudo

Hino de Sergipe condenado

O músicos da Polícia Militar estão entre os poucos que sabem o Hino de Sergipe

O Hino de Sergipe pode ser jogado no lixo em breve. Veja o que publicou na edição de domingo (18) e segunda-feira (19) do Jornal da Cidade, o jornalista Ivan Valença: “A letra de Manoel Joaquim de Oliveira Campos e a música de Frei José de Santa Cecília nunca foram uma unanimidade. De fato, são poucos, raros mesmo, os que gostam do Hino de Sergipe.

Por causa disso, o reitor da Universidade Tiradentes professor Jouberto Uchoa de Mendonça, apresentou sugestão em plenário da Academia Sergipana de Letras (ASL) para que se envie um ofício ao governador do Estado, Jackson Barreto (PMDB), sugerindo-lhe a abertura de um concurso público para mudar o Hino. Não seria nem fazer adaptações ao ‘alegrai-vos, sergipanos’ – este o início do Hino – mas mudá-lo in totum, jogá-lo no lixo.

Uchoa expressou então sua opinião: O Hino de Sergipe é pouco conhecimento porque é muito longo e de música complicada. A sugestão do reitor foi aprovada por sete votos a quatro. Ao lado da proposta de Uchoa está, por exemplo, o ex-governador e imortal Albano Franco.

Receosa que o governador Jackson Barreto possa acatar o ofício da Academia Sergipana de Letras e tomar as devidas providências para substituir o Hino, a professora Aglaé Fontes, também da ASL (ela votou contra a proposta), já se dirigiu ao Ministério Público para tentar barrar a iniciativa.

Outro acadêmico, o professor Luiz Ribeiro Soutello, explica que o Hino é pouco conhecido ‘porque realmente a letra é muito extensa’, mas o melhor caminho seria fazer correções nela. Ele explica que o Hino não é popular porque em determinado momento do período ditatorial, o então presidente Getúlio Vargas (PTB) proibiu a execução de hinos estaduais e até a exposição de bandeiras dos Estados. A medida durou algum tempo. Os hinos praticamente foram esquecidos…”.

Veja abaixo, a letra do Hino do Sergipe

Alegrai-vos, sergipanos,

Eis que surge a mais bela aurora

Do áureo jucundo dia

Que a Sergipe honra e decora.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

A bem de seus filhos todos,

Quis o Brasil se lembrar

De o seu imenso terreno

Em províncias separar.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

Isto se fez, mas, contudo

Tão cômodo não ficou,

Como por más conseqüências

Depois se verificou.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

Cansado da dependência

Com a província maior,

Sergipe ardente procura

Um bem mais consolador.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

Alça a voz que o trono sobe,

Que ao Soberano excitou;

E curvo o trono a seus votos,

Independente ficou.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

Eis, patrícios sergipanos,

Nossa dita singular,

Com doces e alegres cantos

Nós devemos festejar.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

Mandemos porém ao longe

Essa espécie de rancor

Que ainda hoje alguém conserva

Aos da província maior.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

A união mais constante

Nos deverá consagrar,

Sustentando a liberdade

De que queremos gozar.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

 

Se vier danosa intriga

Nossos lares habitar,

Desfeitos aos nossos gostos

Tudo em flor há de murchar.

 

O dia brilhante

Que vimos raiar,

Com cânticos doces

Vamos festejar.

(Crédito/blog de Fernando Machado)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *