Indústrias transformam a economia de Socorro
27 de julho de 2015
Chame o Severino
27 de julho de 2015
Exibir tudo

Violência noturna

Com a Polícia preferindo trabalhar cada vez mais durante o dia, os criminosos estão aproveitando a calada da noite para aumentar os ataques aos cidadãos. Enquanto no período noturno o Estado disponibiliza para as vítimas da violência apenas a delegacia plantonista, a bandidagem se espalha pelo centro e periferia de Aracaju para assaltar, arrombar e roubar pessoas indefesas no deslocamento destas para o trabalho ou a escola. Vítimas em potencial da bandidagem, motoristas e cobradores de ônibus vivem pedindo socorro à Secretaria da Segurança Pública, pois não suportam mais serem atacados. Segundo o sindicato da categoria, ocorrem, em média, na Grande Aracaju 3,3 assaltos a ônibus todos os dias. Esta é a maior demonstração de como a Polícia tem sido impotente para conter a violência, deixando a sociedade refém dos criminosos. Uma lástima!

Fole furado

Boa parte dos sanfoneiros locais que tocou no Forró Caju e no Araiá do Povo ainda não viu a cor do prometido cachê. Diferente dos artistas de fora, que recebem antes de subir ao palco, os grupos locais não sabem quando vão colocar a mão no dinheiro. A Prefeitura de Aracaju e o Governo do Estado deveriam ter mais respeito por aqueles que, mesmo recebendo um minguado cachê, animaram as duas festas juninas.

E o reajuste?

Presidentes de sindicatos que representam os servidores estaduais serão recebidos hoje pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Mendonça. Vão pedir o apoio do magistrado para a campanha em favor do reajuste salarial da categoria. Os sindicalistas já admitem a possibilidade de uma greve geral no próximo mês, caso o Executivo insiste em não conceder o aumento reivindicado. O encontro com o presidente do TJ está marcado para as 11h desta segunda-feira.

Invocado

Pichação num muro da avenida Contorno, em Aracaju: “O Brasil é o país onde a arte é crime e a corrupção é arte”. Vixe Maria!

Pente fino

A Secretaria de Estado da Fazenda vai desencadear uma operação na porta de uma fábrica de cimento no município de Socorro. O que foi apurado é que a empresa não tem repassado o ICMS retido sobre aos serviços de transporte de cimento em caminhões de contribuinte não cadastrado da Sefaz. Além do mais, a empresa não tem recolhido os impostos, possuindo altíssimos débitos inscritos na dívida ativa. Esta informação é do blog Primeira Mão.

 Fora do ar

 A direção da TV Sergipe afastou temporariamente a cantora Maysa Reis do Programa Combinado. A decisão foi tomada após uma representação feita pelo Sindicato dos Jornalistas, sob a alegação que a moça não pode fazer reportagens por não possuir registro profissional. Anteriormente e pelo mesmo motivo, o Sindicato dos Radialistas já havia denunciado a cantora e a afiliada da Rede Globo na Delegacia Plantonista.

Luto

Foi sepultado ontem, em Nossa Senhora de Lourdes, o corpo da senhora Leonice Vieira Porto de Andrade, 82 anos. Ela era mãe do ex-prefeito de Canindé, Orlandinho Andrade, e do suplente de senador Kaká Andrade. Vítima de falência múltipla dos órgãos, Dona Leonice morreu na manhã de ontem, num hospital de Aracaju. O sentimento da coluna à família enlutada.

Perdidão

Veja o que publica o colega Gilvan Manoel no Jornal do Dia: “Em seus dois anos e meio como prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), tem se revelado um administrador muito limitado para os tempos de crise. Nem mesmo os serviços essenciais, como a coleta de lixo, ele consegue garantir na cidade. Aos poucos, o apreço que o prefeito dizia ter pelos aracajuanos, está se revelando numa falta de compromissos sem precedentes com a cidade”. Lastimável!

Quebradeira

Sem dinheiro para tocar obras e custear a máquina pública, vários prefeitos sergipanos estão ameaçando reduzir as despesas com pessoal. Em outras palavras: vão exonerar comissionados. Este desejo já foi tornado público pelos prefeitos Valmir de Francisquinho (Itabaiana), Carlos Mágno (Estância) e Heleno Silva (Canindé). É feia a crise!

Partido Novo

Deve ser criada nos próximos dias uma nova legenda partidária. Trata-se do Partido Novo (PN), que já tem parecer favorável do Ministério Público Eleitoral. Com ele, o país passa a contar com 33º partidos políticos. Caso venha ser referendada, a sigla adotará o número 30. Segundo seus organizadores, “o Novo nasce para resgatar a participação efetiva do cidadão de bem no processo político”. Então, tá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *