Aracaju tem maior redução no preço da cesta básica
29 de abril de 2016
Travesti pode usar nome social no crachá
29 de abril de 2016
Exibir tudo

Mitos e verdades sobre a Coca

Existem muitas lendas urbanas envolvendo o refrigerante mais popular do mundo e seus similares – inclusive algumas coisas que são verdade mesmo. Veja, abaixo, as principais dúvidas sobre a Coca-Cola:

Ela corrói os dentes

Verdade. E mesmo na versão diet. Refrigerante é ácido e erode o esmalte dos dentes (energéticos, bebidas isotônicas e suco de maçã também). Foi o que revelou um estudo da Universidade de Iowa, em 2009, em que os cientistas deixaram dentes mergulhados por 25 horas nesses líquidos. Escove os seus dentes após beber refrigerante.

É boa para tirar manchas (e desentupir privada)

Mito. Não desentope, não. O ácido carbônico contido nos refrigerantes de fato ajuda a retirar manchas de metais como cromo, bronze e cobre. Mas há produtos de limpeza que funcionam muito melhor – e não deixam os objetos melecados.

O adoçante da fórmula dá câncer

Só em excesso. No Brasil, alguns refris diet levam ciclamato de sódio, adoçante permitido no Canadá e na Europa, mas proibido nos EUA. A OMS e a Anvisa permitem o consumo do ciclamato, mas com um limite diário de 11 mg por kg de peso corporal. Para um adulto de 60 kg, equivale a beber 47 latas por dia.

A versão diet/light/zero tem muito sódio

Em termos. Uma lata de Coca normal tem 17 mg de sódio. Já a versão zero tem 49 mg. É mais que o dobro. Só que, mesmo sendo bem maior, essa quantidade representa apenas 2,4% do total de sódio que você pode ingerir por dia (2 gramas).

Também funciona como inseticida

Mais ou menos. Bem mais barata do que agrotóxicos, a Coca é pulverizada por fazendeiros em algumas regiões da Índia – para atrair formigas vermelhas que se alimentam das larvas de insetos nocivos. Ou seja: qualquer outro líquido doce teria o mesmo efeito.

O gosto varia de país para país

Verdade. A receita da Coca-Cola é mundial, mas os ingredientes mudam. Enquanto nos EUA a bebida é adoçada com xarope de milho, a versão mexicana tem esse xarope e também açúcar de cana – e é um pouco mais doce.

Fonte: Superinteressante

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *