Iran ajuíza Ação Popular contra desinvestimentos da Petrobras
3 de dezembro de 2019
Grupo Tático Aéreo faz 10 anos sem nenhum acidente
3 de dezembro de 2019
Exibir tudo

Dona da Sabe, Betânia quer investir R$ 20 milhões no NE

A indústria de laticínios Sabe Alimentos ainda está sem produzir

A CBL Alimentos, maior empresa de lácteos do Nordeste e dona da marca Betânia, fará um aporte de mais R$ 20 milhões este ano. Em setembro passado, a Companhia já havia anunciado a compra da Fábrica de Laticínios Sabe, localizada em Muribeca e que pertencia aos empresários Albano e Ricardo Franco. Parte do aporte financeiro anunciado agora será destinada a uma nova linha de produtos e à atualização de outras unidades da empresa em Sergipe e Pernambuco.

Segundo matéria publicada hoje (3) pelo jornal Valor Econômico, além do aporte, parte de um plano de investimento de R$ 100 milhões entre 2017 e 2019, a empresa está lançando um novo posicionamento no mercado, e passa, a partir de agora, a se chamarBetânia Lácteos. O movimento visa valorizar o papel da companhia no desenvolvimento da cadeia produtiva de leite no Nordeste. Como parte da estratégia, a Betânia também vai lançar, numa segunda fase, novas embalagens para seus produtos.

 Atualmente, a Betânia capta 700 mil litros de leite por dia em 130 municípios de Sergipe, Ceará, Pernambuco, Paraíba e Bahia. Segundo a direção da Companhia, o plano é elevar a captação a 1 milhão de litros em dois anos. A previsão da empresa é elevar em 12% tanto o faturamento quanto o volume de vendas.

Sabe Alimentos

A indústria de laticínios Sabe Alimentos foi fundada pelo Grupo Albano Franco. A unidade fabril tem 10.700 metros quadrados de área construída e produzia leite condensado, leite longa-vida, creme de leite e bebidas lácteas. Tem capacidade instalada para processar 330 mil litros de leite por dia e infraestrutura pronta para 500 mil. Na implantação do empreendimento foram investidos R$ 95 milhões. Além da unidade, a empresa dispõe de frota própria para captação de leite, vendas e distribuição.

Com informações do Valor Econômico. Foto: xodonews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *