Com 2 anos, 32,3% das crianças bebem refrigerante
22 de agosto de 2015
Lagarto deve produzir 700 toneladas de pimenta
23 de agosto de 2015
Exibir tudo

Clima de rebelião em São Cristóvão

Os presos da Penitenciária de São Cristóvão estão em pé de guerra. Desde hoje cedo, quando souberam que as visitas de familiares tinham sido suspensas, os detentos começaram a bater nas grades e promover quebra-quebra. A Polícia Militar foi acionada e está de prontidão para o caso de ter que ocupar o presídio.

O clima no sistema penitenciário de Sergipe esquentou ontem à noite, quando 20 presos conseguiram fugir pela porta da frente da Penitenciária de Nossa Senhora da Glória. A fuga resultou na morte do agente prisional Antônio Nascimento Nogueira, o “Tonho da Lua” e em ferimentos graves nos agentes Lenildson Gomes da Silva e Antônio Brasiliano Costa. A vítima fatal era irmão do prefeito de Glória, Chico do Correio.

A suspensão das visitas no Presídio de São Cristóvão foi orientada pelos líderes dos agentes prisionais e visou protestar contra a morte do colega e ferimentos em outros dois na Penitenciária de Glória. Ao serem informados que não poderiam entrar no presídio, os familiares dos detentos começaram a se movimentar e fazer muito barulho. Logo, houve uma forte reação dos presos que começaram o “fazendo grade”, que é o primeiro passo para uma rebelião interna.

Um policial civil que se encontra ao frente à Penitenciária de São Cristóvão, informou agora há pouco que a situação está sob controle, mas o clima é muito tenso. Sobre os 20 presos que fugiram ontem à noite, o policial disse ter ficado sabendo que apenas um dos fugitivos foi preso até o momento.

(Crédito/f5news)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *