Chega primeira carga de GNL para a Celse
6 de fevereiro de 2020
De Sergipe, só Laércio votou para afastar deputado
6 de fevereiro de 2020
Exibir tudo

“Vovó das águas” empresta o nome para troféu de natação

A nadadora Safira Torres de Menezes com seu treinador

A Associação de Nadadores Master de Sergipe (ANMSE), sob a presidência de Jussier Moreno, marca o início das atividades de 2020 com o lançamento do “Troféu Safira Torres de Menezes”, a ser disputado, no próximo dia 15, no Clube da Caixa – APCEF. O troféu é uma homenagem à nadadora Safira Torres de Menezes, que foi filiada por muitos anos a essa Associação e, com 83 anos de idade, ainda propiciava grandes alegrias à natação em Sergipe.

Safira nasceu em 21 de abril de 1929 e deu suas primeiras braçadas, ainda menina, em sua terra natal, Canhoba (SE), na lagoa formada pelas águas do Rio São Francisco, nos períodos de enchente. Nadar naquela exuberante lagoa era sua rotina, enquanto criança e adolescente. Os tempos passaram e, aos 17 anos de idade, Safira casou e passou a morar em Aracaju. Com a vida nova ao lado de seu esposo Eurípedes Teles de Menezes, com quem constituiu uma família numerosa, 14 filhos, Safira deixou para traz os tempos dourados dos nados na lagoa.

Dedicação à família

Com a dedicação total à família, não sobrava tempo para pensar em esporte. Passados 19 anos de casamento, perde seu marido em um acidente e sente o mundo desabar. Viúva, agora com 13 filhos, o mais velho com 17 anos e o mais novo com apenas três meses de vida, teve que arranjar forças e passou a conduzir sua família com muito mais trabalho e determinação.

Já na terceira idade e sempre empenhada em acolher e servir, Safira recebe de seus médicos a orientação para fazer hidroginástica. Seguindo a recomendação médica, a menina que abandonara a “Lagoa de Canhoba” se envolve agora nas águas mansas e cristalinas das piscinas, volta a nadar e a sentir a alegria dos tempos de criança. Não tem mais a energia dos seus primeiros anos de vida mas, ao abraçar e flutuar nas águas, um prazeroso compromisso com a busca de uma vida saudável. Assim, encara com disciplina, regularidade e alegria as aulas de hidroginástica na Academia Paulo Bedeu, sob a orientação da professora Mônica Sá.

Vovó das águas

O professor de Natação, Laerte Ferreira, observava que, ao final das aulas de hidroginástica, Safira Torres sempre nadava por toda a extensão da piscina, indo e voltando. Resolveu, então, incentivá-la a praticar natação. Incentivada pelo mestre, Safira Torres começou a fazer, além da hidroginástica, a natação. A caminhada foi lenta, bem planejada e com muita objetividade. A convite de professor Márcio Porto, Safira filiou-se à Associação de Nadadores Masters de Sergipe (ANMSE) e participou de várias competições Master de Natação, sempre com o incansável incentivo do seu treinador, professor Laerte.

Foram vários os títulos, medalhas e pódios conquistados, fazendo com que Safira Torres de Menezes recebesse o pseudônimo de “A vovó das águas”, em reportagem especial do jornal Cinform. Dentre as competições, é preciso que se destaque o fato de Safira haver participado do 38º Campeonato Brasileiro Master, promovido pela Associação Brasileira de Masters de Natação, e a Federação Aquática de Sergipe, na inauguração do “Centro Esportivo Aquático José Peixe.

Texto de José Teles de Menezes Sobrinho

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *