Leia o resumo dos jornais desta quinta
13 de julho de 2017
Isenção de IPI e IOF para taxistas é automatizada pela Receita
13 de julho de 2017
Exibir tudo

Excesso de mordomias

Tramitam há muito tempo no Supremo Tribunal Federal ações pedindo a extinção das aposentadorias de ex-governadores. Em Sergipe, ex-gestores estaduais ou familiares dos já falecidos recebem as gordas pensões. Sabe quanto custa por ano esta mordomia aos cofres públicos? Cerca de R$ 1,8 milhão, dinheiro que bem poderia ser usado em benefícios dos sergipanos. Lastimavelmente, as aposentadorias questionadas são apenas a ponta do iceberg. Existe um montão de outras ‘mamatas’, todas pagas pelo contribuinte, que para se aposentar precisa trabalhar 35 anos. Enquanto o erário é usado para beneficiar alguns poucos, faltam recursos para saúde, educação, segurança da sociedade e até para pagar os salários dos servidores. Uma lástima!

Ricos e pobres

E o governo de Sergipe se mobilizou contra a decisão judicial propondo a demolição de mansões construídas, ilegalmente, em área de preservação ambiental na praia do Saco, em Estância. Ontem, enquanto o governador em exercício Belivaldo Chagas (PMDB) se reunia com secretários para defender as luxuosas casas da burguesia, a Polícia Militar descia a madeira, sem dó nem piedade, nos miseráveis que invadiram um terreno na periferia de Aracaju. Crendeuspai!

Na rabeira

O volume de vendas no varejo caiu 0,1% entre abril e maio último, já descontados os efeitos sazonais. Segundo o IBGE, no acumulado do ano, o setor apresenta queda de 0,8% no volume de vendas. Os destaques negativos foram Amapá (-3,7%), Sergipe (-3,1%) e Santa Catarina (-2,7%). Esta informação é do jornal Valor Econômico.

Tucano inrustido

Tem gente chamando o deputado federal Fábio Reis (PMDB) de tucano inrustido. Tudo por conta da demora do rapaz em se definir se apóia ou não a admissibilidade da denúncia contra o ainda presidente Michel Temer (PMDB). De fato, Reis tem sido mais tucano do que o senador Eduardo Amorim (PSDB), que há muito prega o despejo do furibundo mordomo de filme de terror. Marminino!

Reação petista

O PT vai fazer o diabo contra a condenação do ex-presidente Lula (PT). Desde que saiu a sentença do juiz Sérgio Moro, petistas discutem como ultrapassar este obstáculo no caminho da candidatura do “barba” à presidente do país, em 2018. Além do enfrentamento jurídico, o partido vai chamar o povo para as ruas. Para os petistas mais inflamados, ou Lula será candidato ou vira preso político, mito, o cão por dentro do mato. Misericórdia!

Injustiçado

Um dos vice-presidentes do PT, Marcio Macedo, disse que o ex-presidente Lula recebeu a notícia da condenação  com a “serenidade de um inocente e a indignação de um injustiçado”. Ele se reuniu com Lula, na sede do instituto do ex-presidente, logo após a divulgação da sentença. “Agora vamos trabalhar para ver como serão os desdobramentos”, disse Macedo. Esta informação é do jornal O Globo.

Ficha limpa

O Banco do Estado de Sergipe está realizando um mutirão de renegociação das dívidas de seus clientes. Quem se acha com a ficha suja junto ao Banese tem até amanhã para rediscutir o “prego” e voltar a transacionar com a instituição. O mutirão também alcança os “negativados” do cartão de crédito Banese Card. E você, tá nessa?

Contra o atraso

Sindicatos dos servidores estaduais vão promover um ato público contra o parcelamento da folha salarial e das pensões dos aposentados. Será na próxima terça-feira, na sede do SergipePrevidência. Para se ter uma idéia, o governo ainda não concluiu o pagamento dos salários e aposentadorias referente a junho passado. Que miserê!

Nome aprovado

O Senado aprovou o nome do procurador de Justiça Orlando Rochadel Moreira para integrar o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Esta entidade é composta por 14 integrantes nomeados pelo presidente da República, depois de aprovada a escolha pela maioria absoluta do Senado.  O sergipano Orlando Rochadel já faz parte do CNMP, tendo sido reconduzido.

Inocentado

E o deputado estadual Gustinho Ribeiro (PRP) anda sorrindo de orelha a orelha. Tudo porque o Ministério Público propôs o arquivamento do processo aberto contra ele para apurar uso das verbas de subvenção da Assembleia. O MPE não encontrou provas de possível improbidade administrativa cometida pelo parlamentar. Livre do processo, Gustinho terá mais facilidade para pavimentar o caminho rumo à Câmara Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *