Punição é rigorosa para devedor contumaz
25 de outubro de 2015
Herzog foi morto há 40 anos
25 de outubro de 2015
Exibir tudo

Greve dos bancários está no fim

Comando Nacional dos Bancários está recomendando a volta ao trabalho

A greve dos bancários deve acabar  qualquer momento (26), o que significa dizer que os bancos, provavelmente, abrirão nesta terça-feira (27). Hoje (26), a categoria deve fazer assembleia em todo o país para deliberar pelo fim da paralisação Tida como uma das mais fortes paralisação da categoria, o movimento conseguiu dobrar os banqueiros. A federação dos bancos admitiu que a mobilização rompeu a resistência das instituições financeiras que durante quase um mês insistiram em apresentar propostas com índices que sequer repunham a inflação de 9,88% (INPC) e impunham perdas para a categoria.

Assim, na sexta-feira passada, a Fenaban fez sua proposta final: reajuste de 10% para salários, piso, PLR, e de 14% para os vales alimentação e refeição e para a 13ª cesta.

Era o 18º dia de greve e até então todas as propostas apresentadas pelos bancos estavam abaixo da inflação e impunham perdas aos trabalhadores: 5,5% mais abono de R$ 2.500 em 25 de setembro; depois 7,5% e 8,75% na última semana, para finalmente chegar aos 10% diante da inflação de 9,88% (INPC).

Dias parados

A Fenaban também tentou fazer com que os trabalhadores pagassem ou compensassem todos os dias paralisados durante a greve. O Comando Nacional dos Bancários não aceitou e isso fez com que as negociações se arrastassem por toda a sexta-feira. A rodada foi interrompida por volta de 23h30 e somente no sábado à tarde os bancos cederam.

Assim, caso a proposta seja aceita, a negociação garantiu que não haverá desconto dos dias e a compensação resultaria em abono de 63% dos dias parados para quem faz jornada de seis horas e de 72% dos dias para quem faz oito horas. A compensação, seja para quem fez os 14 dias úteis de greve ou menos seria de, no máximo, uma hora por dia, entre 4 ou 5 de novembro (quando o acordo, caso aprovado, será assinado) até 15 de dezembro. De acordo com a Fenaban, essa proposta só vale para ser apreciada nas assembleias desta segunda-feira (26).

Saúde

Os bancos apresentaram um termo de entendimento a ser assinado entre os seis maiores bancos e o movimento sindical bancário com mesas específicas para tratar de ajustes na gestão das instituições de modo de reduzir as causas de adoecimento e afastamento. As comissões de empresa acompanharão para garantir a melhoria das condições de trabalho.

Com esse índice, em 12 anos a categoria vai acumular 20,83% de ganho real nos salários e 42,3% nos pisos. O vale refeição subiria para R$ 29,64 por dia, com reajuste de 14% e 3,75% de ganho real.

O Comando dos Bancários avalia que não haverá mais avanços por parte da Fenaban e recomenda a aceitação da proposta. “O risco de continuar a greve agora pode significar regredir em relação principalmente aos dias parados”, diz a entidade.

Fonte: Sindicato dos Bancários de São Paulo

1 Comentário

  1. Edivânia Freire disse:

    Bom dia a tod@s!!!
    A Greve dos bancários continua nesta segunda-feira, dia 26, apesar da notícia que circulou de que ela acabaria hoje, Greve só termina depois das Assembleias, e ainda não houve assembleia para avaliar a proposta de 10% oferecida pela Fenaban!!!
    Portanto, a greve continua nesta segunda-feira, dia 26!!!
    E a assembleia será hoje à noite, no auditório do SEEB/SE, às 18h30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *