São Cristóvão e Laranjeiras, dois museus a céu aberto
16 de fevereiro de 2017
Leia o resumo dos jornais desta sexta
17 de fevereiro de 2017
Exibir tudo

Expofeira de Itaporanga vai começar nesta sexta

A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 200 criadores de caprinos e ovinos

Começa nessa sexta-feira a 3ª edição da Expofeira de Caprinos e Ovinos de Itagoranga D’ Ajuda. O evento prossegue até o próximo domingo (19), no EcoPaque Araticum, localizado no Povoado Bodega Nova, reunindo criadores de diversas regiões do estado.

AExpofeira será aberta oficialmente às 11hs e contará com uma extensa programação. Além da tradicional exposição de animais, o evento contará com capacitações, divulgação de equipamentos e insumos para o homem do campo e apresentações de grupos folclóricos e artistas locais.

Um dos principais atrativos da festa é o torneio leiteiro, que premiará os animais que mais se destacam em relação ao volume de leite produzido. A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 200 criadores de caprinos e ovinos, gerando mais de R$ 40 mil em negócios.

A Expofeira é realizada Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos de Itaporanga D’ Ajuda e Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) e conta com o patrocínio do Sebrae.

“A criação desses animais tem se tornado um negócio bastante viável em nosso estado. Estamos presenciando nos últimos anos uma grande evolução na qualidade dos rebanhos, com investimentos em melhoramento genético e, consequentemente, um aumento nos valores pagos pelos animais. A realização da Feira é mais um exemplo do sucesso dessa atividade”, explica o superintendente do Sebrae, Emanoel Sobral.

Aumento do rebanho

Dados da Pesquisa Pecuária Municipal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam uma expansão da atividade de caprinovinocultura no estado. Em 2015 foram registrados 24.754 caprinos e 205.151 ovinos nas propriedades sergipanas, um aumento de 4,6% no número de caprinos e 6,4% no de ovinos em relação ao ano anterior.

Um dos fatores que explicam o interesse por esse tipo de rebanho é alta capacidade de adaptação dos animais a regiões com condições climáticas desfavoráveis.

Fonte e foto: Sebrae/Sergipe

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *