Eleitor não quer mudar
25 de Abril de 2018
Falta um mês para o sinal analógico de TV ser desligado
30 de Abril de 2018
Exibir tudo

Costura difícil

Muita água ainda passará debaixo da ponte antes que governo e oposição definam suas chapas majoritárias. Os desentendimentos ocorridos nos dois lados permitem antever que os times só serão definidos no começo de agosto, quando terminar o prazo para os partidos realizarem as convenções. As coisas estão mais difíceis pras bandas da oposição, onde uns brigam para marchar ao lado do deputado federal André Moura (PSC) e outros querem distância dele. No governo também é forte a luta por espaços, principalmente pelo direito de ser parceiro do ex-governador Jackson Barreto (MDB) na disputa pelas duas vagas para o Senado. Neste cenário de incertezas, fica difícil arriscar um palpite sobre as chapas que se enfrentarão em outubro e quais as chances de vitória de ambos os lados. Diante de tanto disse-me-disse, qualquer prognóstico não passa de um tiro no escuro. O melhor mesmo é aguardar a hora de a onça beber água.

Não justifica

O Instituto DataPlan tentou explicar a ausência de pré-candidatos majoritários na pesquisa que realizou este mês. Ao tempo em que pede desculpas aos “esquecidos”, o instituto diz que deixa-los de fora da consulta não representa irregularidade alguma e, muito menos, pretensão de prejudica-los. Só que tal omissão jogou por terra a credibilidade da pesquisa e levantou a suspeita de que houve má fé para atender interesses escusos. Misericórdia!

Leve para voar

E quem está sorrindo de orelha a orelha é o ex-deputado federal Sérgio Reis (Podemos). O moço comemora a absolvição no processo que tramitava contra ele na Justiça Federal. A magistrada entendeu que, enquanto secretário da Agricultura de Sergipe, Sérgio não cometeu irregularidades na aplicação de recursos federais. Melhor assim!

Quem te viu

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) terceirizou a gestão de Aracaju, entregando ao deputado federal André Moura (PSC) a tarefa de organizar o Forró Caju. A grave acusação é do vereador Elber Batalha Filho (PSB): “E logo André, que Edvaldo o acusava de ser membro da Operação Lava-Jato e chefe de quadrilha”. É, o mundo dá voltas!

Última hora

Os 35 partidos políticos têm até a próxima segunda-feira para prestar contas à Justiça Eleitoral do exercício financeiro e contábil de 2017. A legenda que não cumprir essa obrigação poderá ser impedida de acessar recursos do fundo partidário. Até agora, apenas o Patriota concluiu a prestação de contas.

Vida longa

Em cinco anos, a população com 60 anos ou mais de idade cresceu 18,8% entre 2012 a 2017. O aumento, que evidência o envelhecimento gradativo dos brasileiros, foi constatado pelo IBGE. As mulheres são maioria expressiva, representando 56% dos idosos, enquanto os homens com mais de 60 anos representam 44%. O estudo também mostra que a parcela de crianças de 0 a 9 anos de idade caiu, passando de 14,1% em 2012, para 12,9% no ano passado.

Bem na fita

As exportações de Sergipe somaram US$ 23 milhões no primeiro trimestre deste ano, representando um crescimento de 21,6% em relação a 2017. Esse resultado decorreu, principalmente, do aumento de 99,4% do valor e de 109,8% da quantidade exportada de suco de laranja, principal produto da pauta de exportações (56,3%). O açúcar foi o segundo item mais exportado (10,4%), seguido pelos calçados (4,8%).

Índio quer ajuda

Representantes da Tribo Xocó estiveram ontem com o governador Belivaldo Chagas (PSD). Foram pedir melhorias para a escola da aldeia, ampliação da iluminação e recuperação das vias de acesso à Ilha de São Pedro. Belivaldo prometeu atendê-los, disse que vai visitá-los e até tirou foto usando um cocar dos Xocós.

Braços cruzados

Os professores da rede estadual vão cruzar os braços no próximo dia 9. Um ato público em frente ao palácio do governo marcará a paralisação. Segundo a presidente do sindicato da categoria, Ivonete Cruz, os professores não aceitam que o governo coloque as reivindicações deles para escanteio. Aff Maria!

Queixa aliada

E o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, anda magoado com Jackson Barreto (MDB). “Não gostei de ele ter insinuado que eu não posso disputar a eleição porque respondo um processo. Isso nos afastou”, confessa. Apesar da queixa, Rogério não fala em rompimento político com o ex-governador e até se diz disposto a conversar com JB, para colocar tudo em pratos limpos. Então, tá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *